FADIGA CRÔNICA PÓS VIRAL E A COVID-19

Chronic Fatigue Immune Syndrome (CFIDS) é um termo usado nos EUA para descrever uma doença multissistemica incapacitante e ainda pouco compreendida.

Há uma constelação de queixas neurológicas, neuromusculares e imunológicas combinadas com prejuízos cognitivos, fadiga incapacitante e surtos recorrentes de “gripe-like” (= semelhante a gripe).

Recentemente, vemos nos noticiários pessoas que tiveram a COVID-19, casos leves mas que evoluem com um quadro de fadiga crônica que dificulta fazer atividade física, trabalhos mentais e permanecem com a sensação de exaustão. Novamente, estamos testemunhando a CFIDS em alguns casos da COVID-19? O que podemos fazer para auxiliar o organismo a se recuperar?

QUAL É A CAUSA?

Não se sabe a causa, mas se suspeita de infecções virais.

85% dos indivíduos que são acometidos por essa Síndrome experimentam um quadro inicial agudo de sintomas semelhantes a uma “gripe” seguido por manifestações crônicas conforme mostra a tabela abaixo.

Quadro inicial agudo semelhante a uma “gripe”Quadro crônico
Febre leveDores musculares
Dor de gargantaDores migratórias nas articulações
Gânglios linfáticos doloridosAlterações no sono
CalafriosDores de cabeça
Fadiga extrema aos mínimos esforçosHipo ou hipersensibilidades
Prejuízo cognitivo como uma certa desorientação espacial, memoria de curto prazo ruim
Fadiga incapacitante
Depressão, ansiedade, irritabilidade
Dor abdominal,náuseas, vômitos
Flutuações no peso

Outros queixam-se de fadiga muscular, piora da TPM (Tensão Pré-Menstrual), visão borrada, taquicardia, parestesias (formigamentos), olhos secos, boca seca, tosse, suores noturnos, erupções cutâneas e libido reduzida.

Os sintomas descritos acima variam entre os pacientes, mas a incidência de fadiga incapacitante é de quase 100%.

Há relatos de história de múltiplas alergias em alguns pacientes anteriores a essa Síndrome.

COMO SE FAZ O DIAGNÓSTICO DESSA SÍNDROME?

Do ponto de vista do diagnóstico médico ocidental, não há nenhum indicador clínico absoluto ou testes laboratoriais que confirmem esse diagnóstico.

Normalmente se faz o diagnóstico, afastando-se doenças que apresentem sinais e sintomas semelhantes tais como as doenças reumáticas – Lúpus Eritematoso Sistêmico, Artrite Reumatóide, Fibromialgia.

Do ponto de vista do diagnóstico médico funcional, alguns testes funcionais que investigam alergias agudas e tardias, o funcionamento das mitocôndrias [motor da célula que fabrica energia], o metabolismo hepático, a flora intestinal, o metabolismo de carboidratos, gorduras e das proteínas podem fornecer pistas para intervir e auxiliar esses pacientes.

Do ponto de vista do diagnóstico da Medicina Chinesa, pela história do paciente e de seus sinais e sintomas além da avaliação do pulso e da língua, identifica-se o(s) padrão(ões) energéticos subjacente(s) a essa Síndrome.

Analisa-se os sinais e sintomas em termos de Yin e Yang e suas subdivisões de calor e frio, exterior e interior, deficiência e excesso (Oito princípios). E então, escolhe-se o tratamento em termos de dieta, acupuntura, plantas medicinais para tratar o paciente.

O QUE FAZEMOS NA CLÍNICA COMO SUPORTE A SÍNDROME DA FADIGA PÓS-VIRAL?

Utilizamos em nossa clínica algumas ferramentas de suporte:

1. Avaliação clínica e com exames médicos complementares para investigação de alergias alimentares ocultas, funcionamento da detoxificação hepática, da produção de energia, do metabolismo dos carboidratos, proteínas e gorduras dependendo do quadro clínico do paciente
2. Identificação dos padrões energéticos de acordo com a Medicina Chinesa para escolha das fórmulas chinesas que melhor atendam ao quadro clínico do paciente
3. Orientação alimentar com alimentos nutritivos e que auxiliem no equilíbrio do organismo; Adequação da digestão dos alimentos; Melhora da absorção dos nutrientes provenientes da alimentação para chegada em todos os órgãos do corpo “Somos o que comemos, digerimos e absorvemos”
4. Equilíbrio da microbiota intestinal com pré e probióticos
5. Correção do sono reparador   importante na recuperação da imunidade

Vide nesse site: “Por que nós dormimos?”
6. Redução do estresse psíquico que desgasta o organismo
7. Orientações sobre a atividade física
8. Reposição de vitaminas e minerais deficientes de acordo com os exames laboratoriais que auxiliam na recuperação da energia
9. Uso de plantas medicinais ocidentais e orientais que modulam o sistema imune, ajudam no sono reparador e no combate ao estresse e auxiliam na recuperação da energia
10. Uso da acupuntura que libera endorfinas e auxilia na função do sistema imune, descongestiona as vias respiratórias, combate inflamação e alivia dores, acalma a mente, etc

Vide nesse site: “Acupuntura: indicações”
11. Tratamento psicoterápico EMDR e Brainspotting para traumas, fobias, ansiedade, insônia, estresse, depressão dentre outras baseado na neurociência de como o cérebro funciona e dos impactos sobre ele que repercutem em nossa saúde mental. Auxiliam na redução do estresse psíquico. Além de trabalhar questões existenciais como o medo da morte, da solidão, perda do controle e do sentido e propósito de vida

Vide nesse site: “Trauma- como podemos ajudar”; “EMDR-Uma Psicoterapia Revolucionária”; “ O que é Brainspotting- Esse método pode equilibrar o. nosso sistema?”

Agende já sua consulta através do e-mail: clinica.medin88@gmail.com ou pelo WhatsApp (11) 95302-1952

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s